sábado, 1 de março de 2014

#73

Um brinde à juventude

Aos bons tempos que esteve ao meu lado
Por me fazer feliz, por me permitir
E pelo ânimo nos dias de sol

Também pelos dias chuvosos
Em que não sentia medo da chuva
Ou de raios

Já não decifro mais
Tudo aquilo que se encontra a frente
O que realmente importa parece ter passado

Quando estava distante de todos

Horas perdidas e horas ganhas
Só por pensar
Dentro do mundo só meu

Se importava ou não
Só eu sei e só eu vivi
Ou melhor, pensei, sonhei

O que posso dizer!?
Valeu cada minuto, cada segundo
Dando importância ao que importou

Enquanto todos estavam longe

Não mais importa
Aquele sorriso que não sorri mais
Pois este se foi por tantas vezes...

Lembro bem de cada momento
De cada dia de escuridão
De cada barulho do silêncio

Uma pena que tenha vivido o mesmo
E não tenha aprendido nada
Sabe lá Deus

Que o egoísmo é mais em mais

Mais para vocês
Mais para ninguém
Mais para todos nós

Já me perguntei por tantas vezes
...importância besta
Dada por mim para mim

Talvez amar as estrelas
Não me faça tão bem
Afinal...elas nunca foram...

Experimente

Loading...