quinta-feira, 14 de abril de 2016

#88

Em órbita

Aguardando que nos salve
E nos ensine sobre como é  lá  fora.
Eu não sei oque realmente importa

Voar nos faz tão bem

Toda preocupação se mantém degraus abaixo de nós
E fica impossível não sorrir livremente

Eu reforço a ideia de que o ar aqui em cima é  mais puro que o normal,
Aquele com o qual estamos acostumados a respirar

Conseguimos enxergar com detalhes aquilo que fazemos e melhor que isso,  onde podemos melhorar.

Em sonhos?

Onde qualquer toque é  chamado de verdade absoluta e cada sentimento é vivido verdadeiramente

Verdade
Eu ainda desejo a verdade
Que é  dita aos meus ouvidos,
Que é  escrita num pedaço de papel

E que na maioria é esquecida
Simplesmente porque as deixo ir
Ou porque vazam por entre os dedos

... Por puras mentiras.

terça-feira, 12 de abril de 2016

#87

Hoje fazem 2 anos

Se me perguntarem se o dia foi bom
Com certeza vos direi que seria muito melhor se fosse ao lado dela

Olhando na direção do sorriso
Que não me canso observar
Nestes setecentos e poucos dias

Setecentos e trinta e um para ser mais exato

Eu poderia dizer dos dias mais antigos e somar a estes outros quem estivemos juntos

Mas tudo é  tão  diferente

Cumplicidade que se lê  nos olhos
Olhos quem aprenderam a ler
Além de molduras

Sonhos que não param de nascer
Culturas que se chocam e se equilibram do nascer do sol à primeira aparição da lua

Coisas que só eu entendo e guardo para mim

Reparo! E como reparo

Quando caio ou quando falho
Tentando provar que amo cada detalhe de nós dois

Mesmo que por muito,  haja desespero
Mas tudo feito com o pensamento em dois

Dois anos de nós  dois
E bem mais do que seremos juntos
... É oque desejo.

Amo...

E como amo a vida ao seu lado.
Amo te amar
Amo nós dois
Nós  cinco.

sábado, 9 de abril de 2016

#86

Fala para o vento sobre o meu amor
Do tempo que ele tem
Das montanhas que escalei

Fala das quedas que a verdade trouxe
E do sorriso doce que se perdurou
Só por hoje...

Vida que voa, amor que perdoa
Amor que ecoa, que grita atoa

Por que só por hoje
Eu sinto a vontade que tinha
De que existisse um "você" pra mim

Sem dores e com mais cores
Que completem aquelas que ainda me faltam

Juntando as flores que se perderam num caminho que não está próximo de nós

Caminho que ao ser lembrado
Nos traz o amargo das mágoas,
Das lágrimas,  dos abraços que ali ficaram

Sem explicações ou qualquer amor a sua volta

Que perdura por ainda mais
Pelos pequenos gestos
Que inconscientemente tem

Como um sorriso

Em uma moldura.


Experimente

Loading...