domingo, 1 de novembro de 2015

#77

Eu confesso
Pois, sim o pensamento  está  aqui e
Não  quero morrer guardando-o só  comigo

Talvez estejamos pagando por amar demais
Por lembrarmos de tanta honestidade
E principalmente por medo de nós

Perdemos o sentido...
Os sentidos...
O chão...
O nosso chão

Respiramos o mesmo ar
Passamos pelos mesmos lugares
Encontramos as mesmas pessoas
Inclusive a nós  mesmos

Não nos digo mortos
Talvez vivos e em outra dimensão
De uma verdade criada só porque  queremos acreditar em algo e sim!
Ter algo para acreditar

Deus, felicidade, Alah
Sei lá!
Só queremos respirar

Poderia dizer...o mesmo ar...?

Temos nossas armas
Podemos ir onde quisermos
Desde que estejamos dispostos
A pagar o preço  ideal

O preço  da vontade
Que se imagina qual seja
Mas que possui um valor real

Afinal o que  é o tempo?
Não  o dividimos  mais em horas, sol, lua, mas em momentos de felicidade, tristeza.

Mas sempre de sorrisos
Forjados apenas pela existência
Daquele ser...

É  assim que nos dividimos
Naquilo que queremos viver
Doa o que doer.

Experimente

Loading...