terça-feira, 29 de abril de 2014

#74

Parece que estamos no mundo da lua

Esquecemos do tempo
Esquecemos do verbo
Esquecemos de nós

Nós  não permitimos
A nossa passagem para o outro lado
Para viver outra vida

Vida sem graça
Esquecida e sem cansada
De poucas histórias

Poucos amores

Com muito a dizer
E ainda sim
Com mais a se ouvir

De lembranças que muitas vezes
Encontram-se bem escondidas
De baixo da pele

Fina, frágil, sensível
Sem qualquer experiência de vida
Sem graça, cansada...

De poucas histórias

Que se repetem com o dia a dia
Sem muitas novidades
De muitas surpresas

Mexendo com caminhos
Aguardando o momento para acontecer
E assim enlouquecer

Por amores, louvores, sorrisos
Por coisas que realmente...
Nos fazem mover

Que comove à cada um
Que por um pouco de paz
Se mantém guardado em si

Sem se esvair.

Experimente

Loading...