domingo, 25 de dezembro de 2011

#14

...eu não deveria estar aqui...

Quantas vezes podemos nos apaixonar?

Talvez fosse mais fácil pensar,
Quantas vezes podemos quebrar
Nos reconstruir, simplesmente resistir a cada olhar...

...a cada sorriso que nos consome...

Mas oque dizer?

Difícil ter palavras para expressar qualquer coisa
Mas tem sido muito simples me encontrar perdido no escuro
ou em qualquer outro lugar que não seja este

E quem pode estender as mãos nesse momento?

Talvez fosse mais fácil seguir a luz daquelas estrelas
Quem sabe estar junto daqueles cometas
Talvez...conseguir aparar uma estrela com uma das mãos...

Gostaria de estar olhando para os céus...
Sorrindo somente pelas nuvens que lá estão
Mas me pego a pensar novamente...
E volto a deixar minhas palavras no escuro
Sem alguém, sem dono, sem mim...

...eu não deveria ter vindo aqui...

2 comentários:

  1. Pude ler várias vezes este belíssimo poema, o que tenho a dizer é que estas palavras são simplesmente adoráveis, nos faz meditar e querer alcançar o pensamento do poeta...... coisa impossível

    ResponderExcluir
  2. As vezes as estrelas estão sorrindo para nós, com o coração repleto e amor, mas estamos tão preocupados com sentimentos antigos ou medo de nos magoar, que fechamos as janelas e nos escondemos dentro de nós...
    Se ao invés do medo e da escuridão a gente permitir que o amor tenha uma chance em nossa vida, tudo pode ser diferente..
    Só depende de nós para que as coisas aconteçam de uma outra forma..
    A paixão é passageira, mas o amor está pronto para fazer morada em nossas vidas..
    Cabe a nós abrir a porta e deixá-lo entrar ou fechar tudo e ver através das gretas das janeles ele ir embora..

    ResponderExcluir

Experimente

Loading...