sexta-feira, 20 de abril de 2012

#28

As vezes o homem precisa de algumas palavras
Palavras estas
Que não nascem em árvores ou sequer
Brotam em nossos jardins

Outras vezes
O menino se sente sozinho, vazio
Desesjando encontrar alguma fenda
Por onde sua virtude se perde


Leões o encontram a cada dia
E mais do que nunca aquele menino
Precisa de um abraço
Daqueles que afagam e protegem

Que fazem o mundo girar...

Mas o menino não deveria estar aqui...


Onde foi a segurança daquelas nuvens
Que mais se pareciam travesseiros
Prontas para aparar nossas quedas
Ou ouvir nossas lamentações

Pois nem as estrelas
Tem tido segurança
A queda é livre, sem obstáculos
Sem mãos para segurá-las

Só olhos a admirarem a sua queda...

Um comentário:

  1. SENSACIONAL, EXCELENTE. O CONFLITO MARCADO NOVAMENTE PELA PRESENÇA DO HOMEM E DO MENINO, FAZ-NOS QUERER CONHECER A PESSOA DO POETA.

    ResponderExcluir

Experimente

Loading...