quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

#72

É o fim de mais túnel

Sem possibilidades de voltar atrás
De pausar o relógio
E de desistir de suas vidas

Não que você tenha mais de uma
Mas significa que pessoas ao seu redor
Com certeza acreditam em você

Por aquilo que és
Mesmo que só em essência
Ou por alguma lembrança

Não há do que temer se não de si

Se tiver de correr corra,
Mas não fuja do está à sua volta
Você vale bem mais que imagina

Voe se tiver de voar
Agarre oque tiver de agarrar
Mas pense, pois é preciso pensar

Nada cai dos céus
Nada se vai por acaso
E nem surge do além

Então cabe a nós saber oque
Realmente importa por aqui
Perto de nós

Bem perto de nós...

Talvez um pouco do amor
Que escorre por entre nossos dedos
E vai direto ao chão

Que valor tem este
Se poucas pessoas se importam
Ou se poucos apenas não se importam

Fugir de si
Nada mais é do que negar esse amor
Amor que te mantém de pé
Que fortalece a nossa base

Que perde valor a cada dia
Horas...
Minutos...
…Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Experimente

Loading...