sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

#57


O tempo voa...


E as palavras ditas
Parecem não envelhecer
Tendo valores como relíquias

Guardadas em nossas mentes
Divididas entre a mais dura razão
E sentimentos que o coração afirma

Sempre pensei que
Através de um conjunto de palavras
Pudéssemos ir mais longe

E descobri que podíamos ir à muitos lugares

Um jeito de sair deste plano
E encontrar tudo aquilo que se desejava
E jamais poderia...

É tão bom estar aqui

Esquecer do tempo
Das horas que passam por nós
Que só deixam histórias para contar

Lembrar oque cada música representa
O que cada poema significa
E o que cada palavra pode resumir


Letra após letra


Tudo funcionando como códigos
Que transformados em melodias
Tornam nossos dias bem interessantes

Não importando que seja um após outro
E oque as rotinas venham nos dizer
Afinal quem as permite somos nós

Donos de nossas incoerências
Das horas vividas e as vezes mal entendias
Por escolhas bem ou mal feitas

Então descanso em pensamentos...

Me deixando voar assim como o tempo
Sem me importar, ou procurar
Um caminho por onde devo ir

Mas com certezas que não me deixa enganar











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Experimente

Loading...