segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

#58


Poderia escrever qualquer palavra
Que magoasse ou lhe tirasse o sorriso
Mas isso acabaria por tirar também o meu

Aprendi que o teu sorriso
Só existe quando você ganha
Mas que tudo tem o seu tempo

Esteja na terra ou no mar
Dando ou não os seus ouvidos
O tempo tem tentado explicar-te

Quanto já foi vivido
Para que fosses tolo o suficiente
E não percebesse que existem espinhos a sua volta?

Muitos que te amavam
Saíram feridos pelas tuas palavras
E hoje preferem se afastar

Para que não se machuquem mais

Seus ouvidos cansaram de ouvir
O sim desistiu de aceitar
E o não, não quer mais disso

Há limites para tudo
Então permita-se quem quiser
Mas os meus ouvidos

Não deixam mais magoar o meu coração

Eles ja tentaram demais
Entender tudo aquilo
Que a lógica e a razão não enxergam

Tentaram entender
O que de fato dói
E por que só eu me importo

A questão é que aprendemos
A nos respeitar cada vez mais
Até percebermos que somos alguém

E que ninguém tem o direito
De destruír sonhos sejam de quem for
Pois também acredito
Que TODOS tem o direito

De serem felizes como bem quiserem

Eu não sei oque você fez
Com as chances que teve
Mas sei que você fez o seu caminho

E infeliz ou não
Com sucessos ou não
A sua vida foi você quem fez

...Jamais diga por simplesmente dizer
Ou respire somente por respirar
Apenas sorria quando existir felicidade
E mesmo que não seja a sua
Alegre-se com aqueles que a compartilha com você. ..

Um comentário:

  1. Olha, não tenho mais palavras pra te elogiar... Nota 10 pra profundidade, nota 10 pra leveza com que saem as palavras. Você está ótimo!
    PS: Estamos quase no 60 e nada ainda. Vamos agitar isso aí.

    ResponderExcluir

Experimente

Loading...